Blog

Cuidados para seu pet curtir o Carnaval

  1. 26 Fev 2019
  2. 431
Cuidados para seu pet curtir o Carnaval

Pode-se dizer que a vida dos cães no Brasil é "boa pra cachorro”. Muitos estão sempre em festas com os tutores. No Carnaval, há quem não queira ir para a folia sozinho. Levam o animal, vestem a fantasia nos amigos de quatro patas e se jogam juntos nos blocos. 

A combinação folia e cachorro pode dar certo e resultar em muita diversão. Mas, sem os cuidados corretos, o cão pode sofrer. É que a festa, em um primeiro momento, pode parecer inofensiva, mas esconde algumas periculosidades para os animais.

Os riscos de acidentes, como fuga e atropelamento, são altos, por conta do barulho excessivo, que gera grande estresse nos animais. Para evitar esse tipo de transtorno, é preciso observar o perfil do animal antes de decidir participar de algum desses encontros. 

Aqueles muito medrosos e que não estão acostumados com multidão devem ser poupados. Outro aspecto importante é atentar se o cachorro tem predisposição a ataques cardíacos, ou se é braquicefálico, como Pugs e Buldogues. Por causa do focinho encurtado, os animais dessas raçass têm dificuldade de respirar.

Além disso, jamais saia sem guia e identificação do animal. A guia é importante para evitar fugas e confusões com outros cachorros. No caso de, por algum motivo, seu cachorro se perder, é importante que ele esteja identificado, com o nome, endereço e telefone do tutor.

Agora, se seu cachorro é guloso e coloca tudo o que encontra na boca, é melhor mantê-lo longe da concentração de pessoas. Guimbass de cigarro, restos de serpentinas, espuma, balões, enfeites, tudo isso pode acabar no estômago dele e causar algum tipo de intoxicação e outros problemas mais severos, como necessidade de cirurgia para a retirada do objeto estranho.

Evite ir para os blocos nos horários entre 10h e 16h. O sol está mais quente e, além de causar desidratação nos cachorros, pode queimar as patas deles com o calor do asfalto. Proteja-os com sapatinhos, ande sempre com uma garrafa d’água para hidratá-los e mantenha-os na sombra. O uso de protetor solar é obrigatório na ponta das orelhas, no focinho e na barriga.

As fantasias estão liberadas, mas não deixe para experimentá-las só no dia do bloco. É importante acostumar o animal antes e garantir que ele não sinta nenhum desconforto. O melhor é escolher a roupinha mais ventilada possível.

Mesmo que você não leve seu cachorro para a festa, ele pode ficar exposto ao barulho excessivo que vem das ruas, o que pode estressar o animal. Uma boa solução é procurar previamente a orientação de um veterinário para tentar acalmá-los com florais ou tranquilizantes.
 

Deixe um Comentário