Blog

De olho na vacinação dos filhotes de pet

  1. 05 Jun 2018
  2. 585
De olho na vacinação dos filhotes de pet

Pronto! Enfim, o filhote de pet que você tanto sonhava está em suas mãos. Agora, cabe a você adotar uma série de cuidados para  que o novo integrante da família cresça com saúde. E a primeira preocupação é com a vacinação nos primeiros dias de vida do pet, a melhor receita para evitar uma série de doenças, pois as vacinas estimulam a produção de anticorpos.

É bom lembrar que a vacina deve ser aplicada por um veterinário, com as doses ministradas nas datas certas. O primeiro cuidado é vacinar o animal logo aos seus 45 dias de vida, uma vez que até este período eles recebem anticorpos via leite materno. Nesse período eles ficam imunizados. 

Os veterinários recomendam, então, que a primeira dose deve ser dada em filhotes com seis semanas de vida. Com nove semanas de nascimento, é hora da segunda dose, vindo depois a terceira com 12 semanas. A quarta dose é opcional e pode ser aplicada com 16 semanas. Depois disso, deve ser administrada uma vez ao ano ou a critério do veterinário.

Perigo da Cinomose

A vacinação afasta o risco de uma série de doenças nos cães. Uma delas é a perigosa Cinomose, que acomete os animais não vacinados e é quase sempre fatal. Ela afeta vários órgãos, ou seja, é uma doença sistêmica. Altamente contagiosa, seu vírus causador sobrevive muito tempo em ambiente seco e frio. 

Na época fria, ocorre a maior incidência da Cinomose, por isso, fique atento no inverno. A doença não tem tratamento. As medicações prescritas são apenas para melhorar o estado geral do animal e deixá-lo mais confortável para que o seu organismo lute contra o vírus. No entanto, a doença tem uma fácil prevenção por meio da vacinação (V10, V8).

Deixe um Comentário