Blog

Em nome da adoção consciente de pets

  1. 14 Abr 2021
  2. 1164
Em nome da adoção consciente de pets

"Digitalizar para aproximar". Com este conceito em sua estratégia, a Vivo vem usando sua plataforma de relacionamento com os clientes para promover a adoção de pets por meio de Organizações Não-governamentais (ONGs). O objetivo é estimular a adoção consciente. No Brasil, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), existem cerca de 30 milhões de animais sem lar.

O primeiro passo será promover a conexão entre entidades que se dedicam à causa e quem quer ser um "futuro pai e mãe de pet", incentivando a adoção responsável. Ao todo, mais de 20 ONG já são parceiras da Vivo nesse projeto. A ponte entre as instituições e os interessados em adotar um animal será feita por meio da plataforma de relacionamento da empresa, o Vivo Valoriza.

Quem mora nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e regiões metropolitanas poderá procurar um novo amigo acessando o Vivo Valoriza, no app Meu Vivo. A iniciativa será ampliada a outras cidades brasileiras ao longo de 2021 e, caso alguma ONG tenha interesse em participar, poderá se inscrever clicando aqui.

Um ato de amor

Adotar um animal é uma ato de puro amor, por isso, exige um grande comprometimento para garantir uma guarda responsável. Algumas dicas são cruciais na hora de levar um animal para casa. Veja algumas delas:

- Verifique o tempo disponível para brincar com seu novo amigo. Não adianta adotar um animal para deixá-lo sozinho em casa.

- Veja se sua condição financeira é adequada para adotar um cão ou gato. Eles precisam de assistência médica, vacinas, rações específicas, ou seja, você também vai ter gastos com ele.

- Tenha responsabilidade. Não se empolgue na hora da adoção. Você não poderá se desfazer do bichinho quando quiser.

- Fique de olho na castração: é importante para evitar crias indesejáveis e, além disso, animais castrados tendem a ser mais receptivos. Há alguns abrigos que entregam o animalzinho já castrado, outros não. Nesses casos, procure o médico veterinário de sua confiança.

- Veja se o animal é sociável. Se você já tem em casa um cão idoso, por exemplo, não é uma boa ideia adotar outro bicho. Animais mais velhos não se adaptam com facilidade e, além disso, precisam de cuidados especiais. Seu velho amigo não pode se estressar à toa.

Deixe um Comentário

X