Blog

Higiene bucal do pet não pode faltar na rotina do tutor

  1. 15 Out 2019
  2. 538
Higiene bucal do pet não pode faltar na rotina do tutor

A vida de um tutor não é nada fácil. Ao longo do dia, precisa realizar uma série de tarefas para manter o bem-estar do seu pet. Da alimentação à tosa, nada pode ser esquecido para não comprometer o desenvolvimento do animal. Um item fundamental envolve os cuidados com a higiente bucal de cães e gatos.

Assim como para os seres humanos, ela deve ser feita pelo tutor diariamente para evitar que o pet tenha uma série de problemas que levam ao mau hálito. É para fazer isso, basta apenas utilizar uma escova com cerdas macias ou até mesmo um pedaço de gaze, e perder alguns minutos do seu dia.

O problema mais evidente é o mau hálito. Embora muito comum, quando constante, ele é um sintoma de que há algo errado. O mais provável é que o animal esteja com tártaro, acúmulo de restos de comida que, em contato com a saliva, se mineraliza e forma uma crosta.

No início, provoca apenas um cheiro incômodo, mas, a longo prazo, o quadro pode evoluir para o descolamento da gengiva e até para a perda total dos dentes. Assim que detectar o problema, recorra a um dentista veterinário, que fará a limpeza.

Além do cuidado diário, recomenda-se também fazer um check-up anual para avaliar com mais precisão a saúde bucal do animal. Outra dica importante é usar algum tipo de petisco que tenha aditivos para reduzir a de formação da placa bacteriana. O uso de enxaguante também pode ser considerado. Nestes dois casos, o melhor é conversar com o veterinário.

Deixe um Comentário