Blog

O que fazer na hora de se separar do pet?

  1. 30 Abr 2019
  2. 1199
O que fazer na hora de se separar do pet?

Fácil não é, mas o tutor precisa se preparar para deixar o pet sozinho em casa. Afinal, o trabalho, as viagens profissionais (ou mesmo de final de semana), os estudos etc sempre forçam este duro corte na relação com o amigo fiel. Esta ausência pode gerar no animal a Síndrome de Ansiedade de Separação.

A distância pode levar o pet a um estado de depressão. Com isso, na "lei da ação e da reação", ele começa a fazer uma série de estripulias, como roer móveis, urinar nos objetos da casa, entre outras coisas.

Se você tem o hábito de ficar distante do seu pet por longos períodos, então é preciso desenvolver algumas habilidades no trato com o animal. Algumas dicas vão ajudar o tutor a passar bem por esse problema, evitando que o animal sofra com a Síndrome de Ansiedade de Separação.

Uma boa dica é, na hora de se despedir do pet, evitar usar palavras como "tchau" ou "Adeus". No lugar disso, é melhor sair sem olhar para trás, pois, do contrário, o animal pode notar que você está preocupado em deixá-lo sozinho. Então, é melhor ser duro do que deixar o animal sofrer sozinho em um canto da casa.

Os brinquedos nessa hora funcionam com ótimos recursos, servindo como uma espécie de compensação para a sua ausência. Artigos para mastigar, bolinhas e petiscos, com certeza, ajudam bastante no momento da distância.

E quanto voltar para casa, nada de sair pegando o pet no colo, fazendo festa para ele. Inteligentes que são, os cães, se você fizer carinho nele logo de cara, vai ficar esperando por isso todo o dia. 

Cuidado, pois a viagem pode ser longa. Então, dê a si alguns minutos para chegar, tomar banho, trocar de roupa e, finalmente, brincar com o seu amigo fiel. Agindo assim, será bem mais fácil enfrentar a separação.
 

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes