Blog

Paciência na hora de alimentar filhotes de pet

  1. 13 Jan 2021
  2. 51
Paciência na hora de alimentar filhotes de pet

A cena faz parte da vida de todo tutor nas horas das refeições. Provocados pelo forte olfato, os pet lançam aqueles olhares de quem pede para cima dos pratos dos seus donos. Mas nada de cair na tentação, sobretudo, no caso dos animais filhotes, que para se desenvolverem bem, precisam se alimentar de forma correta.

Na hora de cuidar da alimentação do cachorro filhote, a receita certa é adotar uma ração com os nutrientes necessários para ele. Nada de alimentá-lo com comida humana, pois o tempero pode colocar a saúde do animal em risco.

Embora o mercado tenha muitas opções de ração para filhotes, é sempre bom ter aquela conversa com o veterinário para indicar a melhor alternativa. A alimentação própria para pets pequenos, com poucos meses de idade, substitui o leite materno.

Algumas dicas são bem importantes para seguir. Por ter o estômago pequeno, um filhote deve se alimentar pelo menos seis vezes por dia, com a oferta de pequenas quantidades de comida. Então, nada de carregar na mão para o animal ficar "gordinho". O risco, agindo assim, é o pet regurgitar e aspirar o alimento, provocando uma pneumonia.

Existe uma variedade de tipos de rações para filhotes, assim como no caso dos pets adultos. Elas podem ser seca, semi-úmida ou úmida. E com sabores como carne, frango e fígado, por exemplo.

Uma boa dica é misturar a ração seca com a úmida para que ela fique mais apetitosa para os filhotes. Um cuidado adicional é não variar muito no tipo de alimentação para evitar problemas intestinais.

E tenha muita paciência, caso o animal recuse a alimentação. Cabe ao tutor insistir, e nada de não resistir a tentação e dar uma "provinha" de comida humana. Afinal, vale o trabalho para garantir o bom desenvolvimento do pet em todas as fases de sua vida.

Deixe um Comentário

X