Blog

Quando a idade chega para os cães

  1. 26 Abr 2019
  2. 1353
Quando a idade chega para os cães

Depois de fases de pura energia, agitação e diversão, os cães atingem um estágio da vida que requer mais atenção e precauções – e estar preparado para lidar com cães idosos é fundamental para oferecer qualidade de vida ao seu pet. 

Embora a idade em que um cão possa ser considerado idoso varie de acordo com o seu porte, é entre os 8 e os 10 anos de vida que esses pets começam a apresentar os sinais mais típicos dessa fase, exigindo cuidados maiores e mais específicos por parte dos seus tutores.

Assim como os seres humanos, os cães idosos destacam uma série de mudanças no comportamento e na disposição com o passar do tempo, e estar atento para notar esses sinais no seu pet é a melhor forma de garantir que ele tenha bem-estar em todas as fases da vida.

A diminuição dos níveis de energia, problemas na visão, audição e percepção são ocorrências bastante comuns quando uma idade mais avançada chega para os cães, assim como mudanças na pelagem e o aparecimento de caroços e outros relevos na pele. 

Junto com isso, o cansaço começa a aparecer mais cedo nas atividades do pet e as suas horas de sono aumentam consideravelmente.

Os sinais dos cães idosos

Conforme o cachorro envelhece, outras evidências características da idade avançada também podem aparecer; incluindo preguiça extrema, perda de apetite, dificuldades respiratórias, perda de mobilidade, doenças odontológicas e sinais de senilidade, entre outros. 

Mas isso não quer dizer que todos os cães idosos desenvolvam estes sintomas, e saber quando começar a oferecer cuidados mais específicos ao pet é a melhor forma evitar o aparecimento de novas limitações.

Os riscos de algumas doenças e complicações mais preocupantes também aumenta consideravelmente para o cachorro idoso, que passa a ter mais chances de desenvolver desde problemas urinários até diabetes e câncer. 

Com isso em mente, fica claro que a manutenção da saúde do pet se torna o ponto de foco nessa fase, e agendar check-ups regulares com profissionais veterinários é essencial – já que, quanto antes for detectado qualquer tipo de problema, maior será a facilidade em resolvê-lo.

Veja oito dicas importantes para o pet quando a idade chegar:

1 - Prefira caminhadas mais curtas e lentas na companhia do pet

2 - Evite mudanças grandes na posição dos móveis da casa para prevenir acidentes

3 - Troque os brinquedos do cão por versões específicas para pets idosos

4 - Disponibilize caminhas e cobertores para o cachorro em diferentes locais da casa, mantendo o seu conforto

5 - Adapte rampas no lugar de escadas dentro de casa, quando for possível

6 - Evite a permanência do pet em locais que favoreçam acidentes, como lances de escada ou chãos escorregadios

7 - Massageie e escove o pet semanalmente para evitar o aparecimento de problemas na sua pele e pelagem

8 - Mantenha o cão afastado de áreas com temperaturas extremas e ou correntes de ar

Fonte: Blog Petz

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes