Blog

Riscos das plantas para os pets

  1. 01 Ago 2018
  2. 1182
Riscos das plantas para os pets

Quem não gosta de ver um jardim bonito, decorando uma casa? Só que, para quem tem animais de estimação por perto, é preciso ter muito cuidado com o tipo de planta que se vai cultivar. Isto porque muitas espécies são tóxicas, levando risco à saúde de cachorros e gatos, por exemplo. 

Seja por curiosidade, tédio ou na fase morder quase tudo que aparece pela frente, sobretudo quando filhotes, os cães costumar mastigar as plantas. Na lista do perigo estão plantas como Espada de São Jorge, Copo de Leite, Maconha e Lírio, que contém substâncias tóxicas para os animais. Veja abaixo os riscos que elas oferecem:

Antúrio - Contém oxalato de cálcio em todas as partes, podendo causar queimação nas mucosas, asfixia, edema na glote e inchaços na boca, garganta e lábios, além de salivação em excesso, vômito e diarreia. 

Copo de Leite - Também produz oxalato de cálcio, causando também dores severas e contínuas nos animais.

Espada de São Jorge - Provoca dificuldade de movimentação e de respiração, irritação nas mucosas e salivação em excesso, por possuir duas substâncias altamente tóxicas para o organismo dos animais - glicosídeos pregnâncios e saponinas esteroidais.

Lírio - Todas as suas partes são tóxicas para os animais, provocando incômodos e coceiras, além de afetar as mucosas.

Tomate verde - As folhas e frutos são considerados altamente tóxicos para os cães, por conta da substância chamada de alcaloide tomatina. Provoca arritmias cardíacas, salivação intensa, diarreia, dificuldade de respirar e vômitos. 

Maconha - É uma das espécies que mais intoxicam os animais. Ao comer ou inalar indiretamente esta erva, o cachorro pode ficar desorientado, com depressão, falta de coordenação e pode ficar até em coma. Tudo isso devido a ação do Tetraidrocanabinol (THC), princípio ativo altamente tóxico.

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes