Blog

Sarna, um inimigo dos pets

  1. 11 Out 2017
  2. 389
Sarna, um inimigo dos pets

Cuidado! Um inimigo severo ronda o dia a dia do seu pet, seja nas ruas, praças e praias ou mesmo dentro de casa, ao contrário do que muitos imaginam. Trata-se da sarna em cães, doença provocada por ácaros e que atinge a pele dos cães. Brinquedos, travesseiros, bolas de meias e estofados são alguns dos vetores de mal. A prevenção é a melhor  receita para evitar este tipo de problema, que tem, basicamente, três tipos.

Uma delas é a sarna sarcóptica (escabiose), capaz de atingir os animais em todas as épocas do ano. Este tipo de sarna pode contagiar cães de todas as idades, gerando uma coceira intensa que leva o animal a lambar e a morder toda a região afetada. Tem alto poder de contágio.

O outro tipo é a sarna otodécica, mas conhecida como sarna de ouvido por se localizar neste região do corpo do cão. Ela causa porte coceira na orelha do animal, além de provocar a produção de cera dentro do ouvido do animal.

Sem poder contagioso, a sarna negra (demodécica) surge a partir de uma predisposição genética para obtê-la. Este tipo de sarna tem o agente presente em todos os cães, sendo inofensivo. No entanto, pode ser maligno para animais com deficiência imunológica.

Prevenção

Os principais sinais da sarna são a coceira constante e a perda de pelos. Em caso desse tipo de manifestação, procure um diagnóstico veterinário. Uma boa prevenção é manter sempre em dia a higiene do pet, com banhos periódicos e limpeza do ambiente

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes