Blog

Saúde visual de pets exige atenção dos donos

  1. 21 Jul 2015
  2. 454
Saúde visual de pets exige atenção dos donos

A relação de carinho e fidelidade entre os seres humanos e os pets só precisa de um olhar para fazer a alegria acontecer. No entanto, nem sempre os tutores prestam a atenção na saúde dos olhos dos seus fiéis amigos. O surgimento de doenças da visão pode trazer uma série de transtornos para os animais como insegurança para brincar ou machucados por esbarrarem constantemente nos móveis da casa. 

Se seu pet tem problemas de excesso de lágrimas nos olhos, fique de olho, literalmente, neste sinal, pois ele pode estar precisando passar por uma consulta oftalmológica para evitar o aparecimento de alguma doença ocular. Como sempre, a prevenção é o melhor remédio.

Basicamente, as doenças oculares têm três origens: são congênitas, provocadas pelo avanço da idade ou podem acontecer por conta de algum acidente. O diagnóstico da doença em sua fase inicial ajuda no tratamento do animal. Uma boa dica é fazer a primeira consulta oftalmológica ainda quando o animal é filhote.

Sinais de problema

O cuidado e a atenção dos donos são itens fundamentais para garantir a saúde ocular dos pets. Alguns sinais característicos de que há algum problema são a vermelhidão nos olhos, o excesso de secreção e lagrimas, a irritação nos olhos, o fechamento constante das pálpebras e as evidências de cegueira, possível de identificar quando o animal costuma esbarrar contra os objetos de casa constantemente.

Ao identificar, por exemplo, o excesso de secreção e lágrimas, não tente fazer a limpeza do seu jeito, pois isso pode agravar o quadro. Antes de tomar esta atitude, recomenda-se que você leve o animal para uma consulta veterinária, pois o profissional vai fazer o diagnóstico e indicar, além da medicação, a melhor maneira de fazer a limpeza nos olhos do seu pet.

Doenças comuns mais comuns

Cães e gatos, assim como os seres humanos, podem sofrer de uma série de doenças. No caso canino, algumas das mais comuns são o glaucoma, representado pelo aumento da pressão intraocular; a catarata, doença que atinge a lente interna do olho; úlceras de córnea provocadas por traumas oculares; e conjuntivites. Já os gatos estão mais sujeitos a doenças como conjuntivites, descolamento de retina e uveíte, que é inflamação da úvea.

Embora possam ocorrer em todas as raças de cães, algumas delas estão mais sujeitas a contraírem doenças oculares. No caso da catarata, a lista, por exemplo, inclui raças como Poodle, Cocker Spaniel, Maltês e Lhasa Apso. Raças como Buldogue, Shih-Tzu e Pequinês estão mais predispostos a terem traumas oculares e problemas nas pálpebras.

Tipos de exames

Na consulta ao especialista em oftalmologia, o animal pode passar por uma série de exames que ajudam a fazer o diagnóstico preciso do problema. Entre eles estão o exame de lágrima; o de contraste no olho; o de fundo de olho; e exames de pressão ocular e os que medem a sensibilidade ocular do pet. Uma dica importante na hora da consulta é manter o animal tranquilo e sob controle, uma vez que os exames são delicados.

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes