Blog

Temperaturas altas, cuidados redobrados com os pets

  1. 27 Nov 2018
  2. 510
Temperaturas altas, cuidados redobrados com os pets

Tudo bem que, pelo menos aqui no Rio de Janeiro, a Primavera ainda não apresentou o seu lado de Verão, fruto da transição de estações. Mais dia menos dia, com certeza, a temperatura vai aumentar, como acontece sempre no mês de dezembro. Então, a melhor receita é se ligar nos cuidados com os pets durante os meses mais quentes que se avizinham. 

Neste período, cães e gatos precisam de cuidados especiais, sobretudo com a sua adaptação ao calor e à umidade. Férias, viagens de automóvel ou avião e passeios em diferentes regiões podem gerar desconfortos nos pets, ou até mesmo problemas graves de saúde. Os dias mais quentes são propícios a problemas como virose e desidratação, além da ameaça dos parasitas como pulgas e carrapatos.

Os cuidados redobrados servem para uma série de itens, como água, hora do passeio, higienização, alimentação e tratamento da pele. Confira alguns pontos que requerem atenção no período de temperaturas elevadas:

Cuidados com a água

Na Primavera e Verão é necessário trocar a água de seu pet (cão e gato) pelo menos duas vezes ao dia, podendo até colocar pedras de gelo ou água gelada nos bebedouros, principalmente para os felinos que adoram brincar com as pedras de gelo.

Hora do passeio

Na hora do passeio, levar sempre água e não passear nas horas de mais calor, pois o asfalto muito quente pode queimar os coxins (almofadas das patas dos cães) e, também, pode levar a desidratação. O melhor horário para passeios é no início da manhã, final da tarde e noite.

Atenção com a higiene

O ideal para evitar a proliferação de pulgas e carrapatos no verão é usar produtos comerciais que não permitem a infestação no animal. Existem diversos itens desde sprays, top spots, coleiras ou até comprimidos, que chegam a durar de 30 dias até quatro meses para uma nova aplicação.

Alimentação

Independente da estação do ano é importante que a alimentação siga a idade do animal. Filhotes com até um ano de vida, devem se alimentar com rações de filhotes, e os idosos a partir de oito anos, com rações específicas para a idade. Estas comidas são balanceadas de acordo com as necessidades nutricionais que cada faixa etária necessita. Existe uma diversidade de rações no mercado, desde as mais comuns, até rações premium, entretanto todas são balanceadas com vitaminas e proteínas necessárias para os animais.

Tratamento de pele

Animais que fazem passeios nas ruas e praças, podem ser contaminados por sarna (escabiose). Neste caso, o Médico Veterinário aplicará a medicação e passará remédios para serem usados em casa e dar continuidade ao tratamento.

Deixe um Comentário