Blog

Veja como fazer a felicidade do seu cão

  1. 24 Ago 2015
  2. 563
Veja como fazer a felicidade do seu cão

Quem não quer partilhar boa parte do tempo de vida na companhia de um amigo fiel, que traga alegria e muitos momentos prazerosos? Na dificuldade de encontrar isso em outros seres humanos, muita gente opta por levar para casa um cão como animal de estimação. Só que isso implica numa dose muito grande de desprendimento e responsabilidade. E mais ainda: um grande compromisso de fazer o pet feliz para a vida toda.

A receita para isso, no entanto, vai depender somente de cada tutor. No entanto, dá para listar alguns itens indispensáveis na longa relação. A primeira regra que você tem que levar em conta é que precisa de tempo para cumprir algumas tarefas básicas, como cuidar da alimentação, cuidados médicos, criar um bom ambiente para o animal e garantir o seu passeio diário. Ou seja, é preciso caprichar nos cuidados básicos desta convivência.

A adaptação com o novo integrante da casa precisa começar logo que ele chegue. Nada de perder tempo para treinar o animal sobre regras importantes para o dia a dia. Então, ensine ao pet regras e limites para que dentro do lar existam respeito e harmonia. Você deve ensinar seus comandos como o famoso “não”, “senta”, “fica” e “junto” desde cedo.

Crie regras logo cedo

Quanto mais cedo e rápido o cão ter as regras de convivência e de comportamento definidas, melhor para todos. A partir de oitos semanas de vida, você já pode começar a treinar o animal. Para quem adotou um cão já adulto, uma boa saída é buscar uma orientação de um profissional especializado em comportamento animal.

A alimentação do animal é um item que exige atenção especial. Se você quer ter um cão com boa saúde e feliz, não dê para ele comida de seres humanos. A comida temperada pode trazer riscos para a saúde do animal. Evite dar guloseimas para ele, a não ser na forma de recompensa por bom comportamento. A dieta alimentar deve ser balanceada e apropriada ao tamanho do pet, sua idade e seu nível de atividade física.

Socialização é tudo de bom

Nunca esqueça que a liberdade é o maior bem não só para os seres humanos, mas também para os animais. Então, nada de manter seu cão em cativeiro ou muito tempo preso. O caminho é você investir ao máximo na socialização do animal, sobretudo, para o desenvolvimento dos filhotes. 

A falta de socialização pode resultar em medos inadequados, comportamento agressivo, timidez geral, e uma série de outros problemas de comportamento que são difíceis de extinguir na idade adulta.

Cães não gostam de ficar sozinhos. Se você fica muito tempo fora de casa, faça acordos com um vizinho amigo, parente, babá para animais ou leve-o a um centro de treinamento ou creche para que em alguns dias da semana ele tenha o tempo e a atenção que você não consegue dar. 

Mas não se esqueça, não há nada que ele ame mais do que brincar com você. É muito simples dedicar 20 minutos à noite para brincar com ele na sala de estar, na varanda ou no quintal. Assim, você e seu pet serão felizes para sempre!

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes