Blog

Vida de cães e gatos em pequenos espaços

  1. 25 Abr 2018
  2. 953
Vida de cães e gatos em pequenos espaços

Morar em apartamentos pequenos pode ser difícil para famílias que possuem cães e gatos. Quando o espaço da casa é restrito, a decisão de ter um animal deve ser acompanhada de alguns cuidados especiais que irão garantir o bem-estar do animal.

Apesar de não haver especificação sobre o espaço mínimo necessário para se ter um animal doméstico, seus tutores precisam ter bom senso na hora de avaliar se o espaço disponível não representa mais um local confinamento que um verdadeiro lar ao animal. Para otimizar seu espaço e montar o ambiente ideal para seu animal, separamos algumas dicas que irão ajudar você a ter um local adequado para animais mesmo em apartamentos pequenos.

Cães e gatos

Os cuidados começam na escolha do animal. Para cães, prefira raças de pequeno porte, pois as demais têm grandes chances de sofrer dentro de casa e não conseguir se adaptar ao ambiente.

Se o animal for SRD (Sem Raça Definida), é importante também obter informações sobre o porte dos pais do animal. Além disso, é interessante atentar ao tamanho das patas, pois elas indicam o quanto ele deverá crescer.

Delimite o espaço

O animal deve se sentir acolhido em seu novo lar. Por isso, os integrantes da família devem separar um cantinho só dele, onde haja boa ventilação e luz do sol.

Este espaço também deve conter brinquedos, cobertores e algum lugar específico para seu pet dormir, como casinha, cama ou colchonete, além de ser adequada ao tamanho dele e de boa qualidade. É necessário ainda ter objetos para entreter e distrair o animal enquanto ele fica dentro do apartamento, evitando assim que ele mexa em seus móveis e pertences.

Hora da diversão

Assim como crianças, os animais necessitam eliminar toda a energia acumulada. Mordedores, brinquedos e animais de pelúcia podem entreter, mas não são suficientes para que ele se sinta confortável no ambiente.

Para a saúde e bem-estar do animal, é preciso que ele desfrute de uma interação social tanto com outras pessoas como com outros animais. Por isso, o recomendável é sair para passear com o animal e dar o máximo de atenção possível, para que ele não se estresse com o confinamento.

Limpeza

Para remover do chão e dos móveis os pelos que se soltam no animal, a dica é passar o aspirador de pó pela casa, pelo menos, três vezes por semana. Além disso, as fezes e a urina devem ser removidas diariamente da área determinada para o animal (isto se aplica também às caixas de areia dos gatos).

Os tapetes higiênicos podem ser uma ótima opção para manter o ambiente sem odor de urina, pois ela é absorvida. Apesar de serem descartáveis, duram mais que a folha de jornal, por exemplo, podendo ser utilizado de um dia para outro. Existem modelos com tamanhos variados, de acordo com o tamanho do seu bicho.

Deixe um Comentário