Blog

Adoção de um pet exige muita responsabilidade

  1. 23 Fev 2022
  2. 768
Adoção de um pet exige muita responsabilidade

Depois de uma grande procura pela companhia dos pets nos piores momentos da pandemia, o momento atual exibe um panorama oposto. A empolgação de muitos tutores, agora, ficou para trás, pois o abandono está em alta. Segundo a Ampara Animal, o abandono de bichos cresceu 61% entre junho e março de 2021.

O número revela que nem toda pessoa está preparada para enfrentar a responsabilidade de cuidar de um pet, conciliando com a retomada, aos poucos, da rotina anterior.

Na hora de adotar um pet ou até mesmo escolher um animal para presentear uma outra pessoa, é preciso levar diversos pontos em consideração. A adoção responsável exige uma boa dose de preparo para receber o novo companheiro em casa.

Uma coisa deve ficar bem clara na cabeça do candidato a tutor: é preciso haver consenso de todos da casa, pois o pet vai mexer com a rotina de todos por conta das várias atividades exigidas, como alimentação, moradia, limpeza, cuidados médicos etc.

E aí o custo de cuidar do animal também tem que ser levado em consideração pelo futuro tutor, que vai precisar desembolsar dinheiro para a compra de ração, acessórios, banho e tosa, além das consultas ao veterinário de forma regular.

Origem do animal

Ao adotar um animal, deve-se pesquisar a origem dele. Conversar com pessoas que já adotaram no mesmo local e ficar atento a sintomas de doenças nos bichos logo após a adoção são cuidados importantes para que a adaptação aconteça da melhor forma.

O acompanhamento do veterinário é fundamental na adoção de um animal. O profissional que ficará responsável pela saúde do pet precisa ter um histórico dele. Além disso, criar uma conexão com o animal é importante para identificar possíveis problemas e garantir uma consulta tranquila.

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes

X