Blog

Como alimentar filhotes de pets

  1. 06 Nov 2019
  2. 1131
Como alimentar filhotes de pets

A chegada de um filhote de pet a qualquer lar sempre traz alegria para os donos. E, claro, a necessidade de se adaptar a uma rotina que vai durar anos a fio. Além dos cuidados com saúde e higiene, a questão da alimentação dos pequenos animais é vital para o seu desenvolvimento futuro.

A alimentação em cada estágio da vida do filhote vai influenciar o seu desenvolvimento físico para que se torne um adulto sadio. Uma primeira dica é dividir a porção de comida diária que vai dar ao pequeno pet. Essa divisão evita qualquer pressão na hora de o animal fazer a digestão.

Uma boa regra é seguir essas medidas, por exemplo. No desmame para animais de qualquer porte, dê quatro refeições por dia. Pet com até quatro meses (raças pequenas) ou até seis meses (raças grandes) deve fazer três refeições por dia. De quatro a 10 meses, eles devem fazer duas refeições diárias (raças pequenas) ou de seis a 12 meses (raças grandes) também duas refeições por dia.

A quantidade que você dá ao seu filhote em cada horário de refeição varia de acordo com o raça e o porte: muito pequeno, pequeno, médio, grande ou gigante. Veja as instruções do fabricante sobre o alimento do filhote como diretriz e peça ajuda ao médico-veterinário se não tiver certeza absoluta.

Não se preocupe muito se o filhote não comer toda a comida que você colocou na hora das refeições; o apetite variará naturalmente e, tendo refeições regulares, ele poderá satisfazer a fome da próxima vez.

Devido às fases rápidas de crescimento dos filhotes, eles precisam de um alimento com maior densidade de energia do que um cão adulto. No entanto, os filhotes não sabem como regular a ingestão de alimentos, por isso é essencial manter o controle da porção e evitar o ganho de peso.

Isso é particularmente importante para os cães de raças grandes, pois a alimentação excessiva pode estimulá-los a crescer muito rapidamente e resultar em problemas esqueléticos.

Maneira de alimentar o filhote

A melhor maneira de alimentar seu filhote é criar uma rotina e segui-la. Alimente-os no mesmo horário, no mesmo lugar, usando a mesma tigela, para que eles entendam exatamente quando e onde estão as refeições. Eles não precisam de variedade na dieta da mesma maneira que os humanos; portanto, persista com a mesma alimentação sempre.

Quando você fizer a transição para um alimento diferente, por exemplo, quando o filhote se tornar um cão adulto, faça-o por mais ou menos uma semana, misturando os alimentos novos com os antigos e, gradualmente, aumentando a porcentagem dos alimentos novos.

Após colocar a tigela para o seu filhote, ele vai cheirar a comida e aproximar o focinho para testar a temperatura. Quando começar a comer, fique de olho nele para garantir a segurança, mas não o toque enquanto estiver comendo, pois isso pode causar um comportamento protetor e agressivo.

Deixe a tigela por 15 a 20 minutos e remova-a, mesmo que ainda tenha comida; isso vai ajudá-los a aprender que devem comer quando você decidir. Você também deve alimentar seu filhote após você ter comido ou em um momento diferente para demonstrar a hierarquia da casa. Deve sempre haver bastante água disponível, trocada regularmente.

Dar sobras de refeição pode resultar em mau comportamento, pois confundirá a rotina do filhote. Da mesma forma, tente evitar a recompensar com comida com muita frequência (por exemplo, após aprender uma habilidade específica) e não ofereça petiscos como uma forma de convencê-lo a comer o alimento “principal”. Isso é muito confuso para o seu filhote e pode fazer com que ele não coma.

com informações da Royal Canin

Deixe um Comentário

X