Blog

Dicas para cuidar dos olhos dos pets

  1. 14 Nov 2018
  2. 598
Dicas para cuidar dos olhos dos pets

Se você é um tutor atento ao bem-estar do seu animal de estimação, cuidado! Lacrimejamento, secreções, coceira constante ou um incômodo visual podem significar que alguma coisa não anda bem com os olhos do seu pet. A visão, claro, é um dos sentidos mais vitais para os animais, assim como para nós seres humanos

Há quem considere que muitos animais cegos têm mais facilidade de se adaptar e se tornarem até independentes. Só que o tutor não pode descuidar quando o assunto é a visão. Diferente de nós, eles também podem enxergar no escuro e necessitam de apenas um quarto da luz. 

De acordo com estudos da área de veterinária, doenças como a úlcera ou a ceratite são as mais comuns na vida dos pets. Outras moléstias são a catarata, que pode ser por herança genética e obstruir a visão, e o glaucoma, que assim como nos seres humanos, afeta a retina. 

O caminho para que o pet não tenha problemas de visão é a prevenção, o que exige uma boa dose de atenção por parte dos tutores. Para saber se o seu animal está com alguma doença, o recomendado é levá-lo em um especialista para identificar com antecedência o que ocorreu. 

Um dos cuidados básicos com a saúde visual do animal está relacionado à hora do banho. Prazeroso para alguns, mas se atingir a região dos olhos com sabão ou shampoo, pode acabar causando irritações e vermelhidão.

Dicas de cuidado

Os olhos devem estar bem limpos. A dica é não deixar a agitação do cachorro prevalecer, pois pode fazer com que ele mexa os olhos e suas estruturas oculares ficam danificadas. Se for menor, enrolar ele em um pano úmido, deixando de fora apenas sua cabeça.

Se houver muita secreção, uma dica é usar uma compressa umedecida com água morna, para amolecer as cascas. Em seguida, elas estarão moles o suficiente para serem retiradas.

Na hora da viagem ou passeio de carro, não deixe o seu animal com a cabeça para fora da janela.

Em caso de olho infectado, a dica é lavar com o soro fisiológico. Com cautela, o soro deve ser aplicado, removendo tudo o que há em volta dos olhos. Alguns destes procedimentos devem ser repetidos entre três e quatro vezes por dia.

(com informações do G1)

Deixe um Comentário